Sexta-feira, 8 de Abril de 2011

não, não é uma carta de amor.

noites sem dormir, noites em branco, diz-me se sabes o que é fechar os olhos e ter a necessidade de descansar, porém, haver algo em ti que não deixa, uma parte do teu cérebro que te diz para te deixares ir mas o teu coração continua a acordar-te com os seus batimentos acelerados, porque só o pensamento de ti faz o ritmo deste aumentar, o ritmo de tudo no geral, o do raciocínio e mais o querer.

esse sentimento,

que pensava que não existia até te ver. não digo conhecer porque provavelmente nem sabes quem sou ao certo, e sei que isto tudo é a mesma treta de sempre, a treta do "Eu amo-te, porém, é impossível, tu nem sabes quem eu sou.", mas não, é a realidade, já me olhaste mas não me viste, já me tocaste mas nao me sentiste, já me falaste mas nao me ouviste.

esse ser,

que tu és. não, não é do outro mundo pois vives neste, mas és diferente de tudo e todos que alguma vez vi, o teu andar, a maneira como olhas todos que te passam como se fosses superior a eles, a maneira que falas esperando sempre ter razão, o teu sorriso... se, nalgum caso, sempre fores de outro mundo, o teu sorriso leva-me para lá, esquecendo tudo que há á minha volta, incluindo a mim própria.

mas não,

não sabes o que é não dormir á noite a pensar numa pessoa, e pensar tanto nela que o cérebro fica ocupado a projectar memórias de quando a vês, não tendo tempo para dormir, para se desligar, mesmo que o resto do corpo precise, e não, não sabes o que é admirar tanto alguém ao ponto de ignorar os seus defeitos, e mesmo que não tenha nenhumas qualidades somente físicas, finges que tal não acontece, pois estás cego, cego por tudo de bom que essa pessoa te faz sentir, mesmo que seja uma mera ilusão.

quem sabe um dia,

possas sentir o mesmo, não por mim, mas por alguém especial o suficiente para te abanar e libertar dessa tensão e egocentrismo em que te centras. até lá, não te lembres disto como uma carta de amor pirosa e deprimente, mas como um conselho para um dia te tornares alguém de valor.

publicado por jade e. wood às 21:14
link | add some lyrics ♩ | favorite
22 notes ♪:
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 22:11
ah sim sim, amava ir ver os pretty reckless *-*
De Raquel a 9 de Abril de 2011 às 21:39
aww, faço tuas as minhas palavras :) também sou assim! e sim, eu adorei o texto, escreves muito bem ! :)
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:27
não conheço o:
em principio vou ao optimus alive *o*
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:24
mesmo *o* vais a algum no verão?
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:21
acho que estas férias nao há nada, houve é ontem uma festa no gossip sx
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:18
é cativante, sexy NN'
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:17
uhh, bad boys (a) são os melhores :B
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:14
sempre tive um fetiche pelas personagens más ahah xD
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:11
nem eu :c eu adoro é a afrodite *-*
claro! :D
De - Alee. a 9 de Abril de 2011 às 21:07
Já me contaram isso \: Anways, ela sempre foi um bocado slut.
sim, acho que vou ler, pode ser que goste (:

add lyrics ♫


ver perfil

seguir perfil

. 106 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.